segunda-feira, 9 de março de 2009

Não gosto!

(Texto que coloquei aqui no blog em Julho de 2007)


Alguém comentou o meu texto de apresentação no outro dia, dizendo que também devia dizer o que não gostava. Na altura achei um pouco descabido, num país onde as pessoas vivem sobretudo pela negativa... Achei que era o positivismo que me caracteriza que devia ficar a minha imagem de marca.Mas hoje apetece-me dizer alguns não gosto.Uma pessoa não é de ferro e não está sempre bem disposta! Aqui vão alguns não gosto! Não todos... claro! Não gosto de mentiras. Não gosto de deslealdades. Não gosto de ver achincalhar ninguém. Não gosto de gente mesquinha. Não gosto de mexilhões, nem ostras. Não gosto de gente armada ao fino e que espremida... Não gosto que as pessoas que eu gosto me desapareçam. Não gosto de dias de Verão frios. Não gosto de lambe-botas. Não gosto de estar mal-disposta, mas passa-me rápido. Já me está a apetecer rir! O que eu gosto de rir!

12 comentários:

prafrente disse...

Também gosto de rir.Quando me perguntam a razão de eu gostar de rir respondo que já experimentei chorar e a situação fica pior.
Mas gostar de rir não significa que a nossa vida é um "mar de rosas".
Gosto de rir para os outros, porque o riso gera empatia, mas detesto quando alguém, ou eu próprio, se ri dos outros...

Boa semana

pedro oliveira disse...

Não gosto daquilo que não provei.
Até este fds não gostava de lampreia, hoje já gosto.

Maresia disse...

Prafrente

Rir dos outros não...É mais fácil rir-me de mim!

Maresia disse...

Pedro

Lampreia também gosto!!!!

PQ disse...

'Des-gostos' assim, são um gosto.

Maresia disse...

PQ

Presumo então que partilha os meus não gosto comigo...:-)

PQ disse...

E presume muito bem. Acrescentaria, o chico-espertismo, a presunção e agua benta.

Maresia disse...

PQ

Esses também partilho consigo...
:-)

A. disse...

Boa Tarde...
Coincidências, já uma vez impressões foram trocadas sobre esta palavra e o entendimento da mesma, hoje senti um deja vu, sim, porque um dos primeirissimos posts que li nesta montra, foi este mesmo, e hoje quando por aqui passo a "beber o meu café" da manhã deparo-me com uma "boa" reposição do mesmo... Coincidência... ;-)
Sabes "sorriso", eu, não menosprezando o efeito dos não gosto, prefiro os GOSTO...
Talvez assim a possibilidade de atrairmos a nós o positivo seja maior, talvez assim, aprendamos a ver o dia a dia de uma forma mais descontraida e leve, não sei, talvez porque simplesmente quero ser assim...
Até a mim já me deixas a "divagar" com as palavras.
Um Bom Dia.
Jnhs
A.

Maresia disse...

A.
Também prefiro os gosto... Por isso só eles estão no perfil...
Volta sempre.. :-)

bjs

SILVA NETO disse...

Nao gosto do fundo branco do teu "blogue".O anterior negro dava-lha muito mais amplitude e classe ao valor e mérito que os textos exigem. Ao meu modesto ver plástico, claro está... E aqui fica, quase a propósito, uma história bem pequena... O meu grande professor de Filosofia queixava-se da minha caligrafia apesar das excelentes notas que ía tendo ... quando melhorei o grafismo perdi em notação e lá veio o comentário: Antes letra à pedrada...

... nem sempre se muda para melhor.

Maresia disse...

SILVA NETO

Em termos plásticos és tu a sumidade... Eu gosto do branco para variar um pouco do preto. E o conteúdo preocupa-me mais.