sábado, 7 de março de 2009

Mulher

É ser assim:

alma na ponta dos dedos
querer sem segredos
amar sem ter fim
criar vida em mim
ser torre, porto, farol
ser lágrima, folha, grão de areia


da lágrima fazer um poema
da folha uma Primavera
do grão de areia um cais de naus
que partem para a vida
sem pensar em cabos de tormentas
olhos fitos no ouro dos caminhos

é sentir sempre em mim
a menina rabina
gulosa de carinhos
do primeiro dia de escola...

menina e mulher
feminina e fêmea

Inteira.
Sou assim.

8 comentários:

prafrente disse...

Ser mulher é tudo isso...e muito mais.

Um bjinho por ser mulher

mariam disse...

Maresia,

belíssimas palavras! parabéns!
nem sempre comento...

passei para desejar que tenha um resto de dia (que 'dizem' ser da Mulher!) muito Feliz! seguido de muitos outros não menos fantásticos!

deixo um abraço e o meu sorriso
mariam

Maresia disse...

Prafrente

Agradeço as suas palavras...

Maresia disse...

Mariam

Agradeço a visita e as palavras! Reribuo os votos de dias fantásticos!

Abraço

Pedro S. Martins disse...

Mulher é ser fonte.

Faísca disse...

Que textos!!! Destacaria acima de tudo o da apresentação por sentir uma afinidade quase incómoda com a sua substância.

Maresia disse...

Pedro Martins
`
É ser tantas coisas... Qualquer tentativa de definição erá sempre incompleta! Volte sempre Poeta!:-)

Maresia disse...

Faísca
Ainda bem que gostou!! O texto da apresentação tem muito daquilo que gosto...Já agora... Faísca porquê? :-)