quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Fuga

E se eu fugir
E se eu seguir
Esta aragem
E iniciar a viagem…

Quem me dera partir sem destino
Dar asas ao desatino
Fazer o que me dá na gana

Não me preocupar com ninguém
Ser eu e ir mais além…

1 comentário:

mateo disse...

Há quem lhe chame "fantasia"...
Já seríamos, pelo menos, dois a (per)seguir assim e ir mais além!
Beijo.