quinta-feira, 6 de março de 2008

Recomeça...
Se puderes,
Sem angústia
e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar
E vendo,
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez,
te reconheças.

Miguel Torga, Diário XIII

5 comentários:

Anónimo disse...

Na Poesia ou na Prosa, assim como tudo na Vida, é Fundamental ter Forças para Recomeçar e Exercitar todas as nossas Faculdades e Rentabilizá-las ao Máximo.
Com todo o Apoio que me é possível,
continue Doutora...
Nós deste lado, estamos a dar aquela Força, que também é necessária.
Adérito Micaelo.

Narrador disse...

Por vezes o fim sabe bem...por vezes não. A confusão instala-se. Mas a confusão é o nascer de uma nova realidade...E a palavra nascer, essa sim é daquelas que nos impulsiona.

Evolução...a evolução continua.

Sílvia disse...

Quando somos crianças e sofremos um desgosto corremos para o colo de quem nos for mais querido. Quando somos adolescentes e quebramoso coração achamos que nada mais vai ser ugual, que a vida acabou ali e passaremos a sobreviver presos nas teias da dor. A 1ª vez que tive um desgosto na minha vida, que caí, que chorei a alma e não desisti, percebi que tinha crescido. Agora sei que "uma vida sem problemas é como um jardim sem flores" como diz o meu pai. Essas flores trazem espinhos mas conto com quem me quer bem para partilhar o perfume.
Sílvia Arroteia

Dulce Alves disse...

Um dos meus poemas preferidos.
Conheci-o através de uma professora no Ensino Secundário, que ao ter verificado o quanto me afeiçoara a estas palavras resolveu plasmá-las num pedaço de papel que ainda hoje me acompanha fazendo de marcador de livro.

Confesso que a poesia está longe de ser o meu género literário de eleição, embora haja 3 ou 4 poemas - como este - que cito de cor... e embora de vez em quando arrisque escrever qualquer coisa neste estilo...

Mas esta palavras de Torga são divinais...

"De nenhum fruto queiras só metade" ... tem tudo a ver com a minha atitude nesta vida, e creio que se muitos pensassem de forma semelhante, alcançariam mais do que o que alguma vez sonhariam obter...

Os_meus_rabiscos disse...

Dulce... Concordo, na vida nunca nos devemos contentar com pouco!