segunda-feira, 27 de abril de 2009

incerteza

é certo este pensar
é certo este acordar
é certo este cumprir a rotina



tudo mais são grandes nadas
pequenos tudos
que nos navegam à bolina...

10 comentários:

L.Borges disse...

O que dá um grande sentido a este pequeno poema é a certeza de que as palavras, às vezes, são tão incertas!

Gostei muito.

Obrigada!

Maresia disse...

L.Borges
Ainda bem qie gostou, volte sempre! Também gosto das uas palavras, que já fui cuscar..

Obrigada!

luiz alfredo motta fontana disse...

Tua incerteza conjuga o lembrar!

O descobrir Pessoa

e guardar por todo o caminho:

"Ai que prazer
Não cumprir um dever,.."

Nada mais prazeroso do que o dever não cumprido, ou pelo menos a possibilidade de não ceder à rotina

prafrente disse...

"todo o mundo é composto de mudança.
Troquemos-lhe as voltas..."

E assim fugiremos ao tédio das rotinas...

força...

PQ disse...

Navegar à bolina é delicioso. Prdi-me em Pequim, perdi-me em NY. Acabei por ver coisas que nenhum turista vê. Na vida é igual.

Maresia disse...

luiz alfredo motta fontana

Fugir à rotina é bom...

Maresia disse...

prafrente
fujamos!

Maresia disse...

PQ
Concordo... :-)

francis disse...

maijómenos...
mas é bom ter algumas rotinas, penso eu de que.

JF (Rádio Ecolar) disse...

Também gostei muito do poema...

JF. Visitem já a minha rádio www.ecolar.pt.to