quarta-feira, 9 de abril de 2008

Adeus

Hoje não é um dia qualquer.
É especial
Se procurar no meu calendário
Cada dia tem sua efeméride

Tanta coisa aconteceu hoje
Chuvas diluvianas
Gente nasceu, gente morreu
Gente saiu de casa trabalhar e regressou

Este também será único…
Saíste… E não sei se regressas…
Tens lugar marcado na minha pele
Cheiro cativo em mim.

No calendário da minha alma não há Outono
Que arranque as tuas folhas…
Quando do teu aroma nada ficar…
Folhear-te-ei
E desprender-se-á um rumor de beijos, risos, olhares…

Irene

9 comentários:

Anónimo disse...

É extraordinária a forma como se Sente em cada nova Poesia o à Vontade, o Sentimento, a Ternura e Paixão com que aflora novos temas e os Vive de uma forma Fervorosa e Contagiante.
Continue!!! nós Gostamos desses Sentimentos, sinais de Vitalidade e Incoformismo.

Adérito

gaivota disse...

olá irene, vizinha amiga!
venho retribuir a visita e voltarei, de vez em quando...
um beijinho

Carla disse...

e nenhum calendário é mais precioso que aquele que nos enche a alma...gostei muito

O Profeta disse...

Belissimo texto...apaixonante...arrabatador!


Hoje não vou falar de amor
Hoje tenho saudade de canções
De uma voz perdida no tempo
Que me ensinou o sonho, as emoções

Hoje senti saudades da minha rua
Da casa fria e quente da ternura
Do cheiro a lenha, pão amassado
Dos abraços tidos de forma tão pura


Hoje convido-te a saberes um pouco de mim

Um resto de boa semana



Terno beijo

Francis disse...

Olá, obrigado pela visita e pelo teu comentário.
No teu "cantinho" Deparei-me com uma melodia de palavras, com uma conjugação verbal audivel pela alma.
"No calendário da minha alma não há Outono
Que arranque as tuas folhas" cinco estrelas, adorei!
Adorei o teu blogue como um todo, vou voltar mais vezes.

prafrente disse...

"Não te esforces tanto;as melhores coisas acontecem quando menos esperas..."
Gabriel Garcia Marques

Rosi Gouvea disse...

Olá querida amiga, adorei... Para ler e reler.
Passarei mais logo... Para já os meus parabéns!

Doces beijos

Os_meus_rabiscos disse...

Sr.Adérito - agradeço as suas palavras, encorajadoras como sempre.

Gaivota - obrigada pelo teu voo, foi um pouco para longe da costa, mas espero que tenha valido a pena!

Carla - obrigada, volta sempre, serás bem vinda!

O profeta - obrigada pela visita e pelas palavras, um bom fim de semana!Também gosto dos seus textos!

Francis - obrigada pelas palavras tão sentidas! Ainda bem que voltas!

Prafrente - obrigada pela frase... Enigmática!

Rosi Gouveia - Veio de longe! Se vai voltar é porque gostou, cá a espero! Bjs

Sr do Vale disse...

Aos poucos, folheio suas páginas eletrônicas
E encontro mensagens traduzidas em versos
Com os quais, dissipo-me nas palavras.