quinta-feira, 19 de julho de 2007

Não gosto!

Alguém comentou o meu texto de apresentação no outro dia, dizendo que também devia dizer o que não gostava. Na altura achei um pouco descabido, num país onde as pessoas vivem sobretudo pela negativa... Achei que era o positivismo que me caracteriza que devia ficar a minha imagem de marca.
Mas hoje apetece-me dizer alguns não gosto.Uma pessoa não é de ferro e não está sempre bem disposta!
Aqui vão alguns não gosto! Não todos... claro! Não gosto de mentiras. Não gosto de deslealdades. Não gosto de ver achincalhar ninguém. Não gosto de gente mesquinha. Não gosto de mexilhões, nem ostras. Não gosto de gente armada ao fino e que espremida... Não gosto que as pessoas que eu gosto me desapareçam. Não gosto de dias de Verão frios. Não gosto de lambe-botas. Não gosto de estar mal-disposta, mas passa-me rápido. Já me está a apetecer rir! O que eu gosto de rir!

4 comentários:

Scorpion Art disse...

Eu também não gosto de muita coisa... mas do que eu gosto ou não gosto, penso que só a mim diz respeito! Só o digo a outro quando entendo.
Hoje, as pessoas vivem neste mundo virtual sempre à procura de algo no outro, à procura dos seus gostos... para quê? Para ouvirem banalidades? Clichés? É do que gostam... de ler coisas banais e vulgares! Todos gostam do mesmo e todos não gostam do mesmo, é fácil sempre de saber os gostos do outro virtual. Sim, não me enganei e repito do outro "virtual" porque é disso que se trata, se um ideal concebido no imaginário.
Para concluir, parece-me pretensiosismo querer saber virtualmente os gostos, parece-me mais aceitável deixar que o outro nos "invada" sem nada querermos saber... É tudo uma questão de... gosto

deixas_em_mim disse...

Boa noite Rabiscos :).
O teu post levou-me a viajar nos meus gostos e não gostos...e conclui que só não gosto de duas coisas: rim e pancada :o).Não minto, mas nada tenho contra os mentirosos, assim como não bebo, e nada tenho contra os bares, ou as pessoas que bebem...O mundo não é perfeito, não procuro a perfeição em nada, nem em ninguém.
Um beijo

Falco disse...

Boas noites. Fui eu que lancei o isco a propósito do "Não gosto"

Em primeiro lugar, para SCORPION ART; só virtualmente gostamos e não gostamos do mesmo. Porque se as pessoas fossem sinceras e dissessem " Não gosto disto", "Não gosto que faças assim", em vez de estarem tão preocupadas em agradar, em não ferir susceptibilidades, em manter situações artificiais, evitar-se-iam muitas guerras.
Uma boa relação entre duas
pessoas passa sobretudo por evitar o que o outro não gosta, porque são essas, precisamente, as situações que causam ressentimentos.
Perguntar não é ofensa. Só será se o inquirido responder ofendido.

Para RABISCOS, eu também não gosto que as pessoas me desapareçam, sem um sim ou um não. Como não gosto de ser chamado de "Alguém".
Como não gosto de ficar na dúvida porque me recomendam livros complicados sem me explicarem o objectivo.
Para acabar, gosto que gostes de rir. Gosto de rir com, mas não de rir de...

Os_meus_rabiscos disse...

Olá Falco... Gostei do teu comentário! Conheço-te?